Casamento Viçosa-AL

Álbum sem título

Eu parei diante desse cursor piscando e me perguntei o que eu poderia escrever sobre o casamento que foi o primeiro desse ano. Diante de um breve momento de crise literária, eu abri o Spotify e escolhi a canção 17 de Janeiro de Os Arrais. A escolha não foi fortuita. Além de ser uma das minhas favoritas, era essa também a data do casamento. Enquanto os acordes iniciais eram dedilhados no violão eu passava foto por foto escolhendo qual delas eu iria publicar. É meio evidente que eu tive que ouvir essa música muitas vezes até terminar minha seleção e reviver muitos momentos desse dia. Lembrei de coisas corriqueiras, outras mais especiais como a foto do avô da Marcia no buquê e um pouco da história do vestido que a própria mãe havia feito. Um dia de carinho e comunhão até mesmo na simbologia da Santa Ceia realizada. Lembro da chuva que esperou pacientemente para cair apenas depois que já estávamos quase retornando de Viçosa para Maceió e um pouco das conversas no carro. Lembro da Marcia me dizer que meu trabalho era uma das coisas que ela queria desde o inicio, junto com a fabulosa comida do restaurante Trapiá e os bem-casados que de fato eram um perdição de gostosos. Como é bom ouvir essas coisas e saber que a gente é escolhido com tanto carinho. Finalmente então escolho as fotos desse casamento tão especial e compartilho com vocês. Um belíssimo casamento de dia repleto de luz vinda ou não do sol.